Home   |   Mapa do Site    |   Contato
Email dos Leitores
Dúvidas
Depoimentos
Dica da Semana
Galeria de Fotos
Alerta ao Comprador
Humor
Denúncias
Cadastre-se
Frase da Semana
Proverbios de Cavalos
Pensamentos
Conformacao
Condicion. Fisico
Marcha
Doma
Treinamento
Equitação
Embocaduras
Manejo de Cascos
Reprodução
Genética
Canal Marcha picada
ABCCMM
NUCLEOS
Haras em Destaque
Marchador Internacional
Links Interessantes
CURSOS ONLINE
PALESTRAS ONLINE
LIVROS EM CD
LIVROS IMPRESSOS
AUDIO-BOOKS
Loja Virtual Do Cavalo M
M. Picada no Mundo
Como Registrar
Frutas que Curam
Alerta
Preserve a Natureza
A Fotografia
Saude
Controle o Estresse
O Espelho de Gandhi
Calendario Lunar
Datas comemorativas
Previsao do Tempo

Clique para ampliar
Clicar para aumentar foto e ler legenda
Clicar para aumentar foto e ler legenda


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DEFEITOS DE APRUMOS – QUARTELAS CURTAS E FINCADAS

                                                *Lúcio Sérgio de Andrade
                                                                                                              
O defeito de aprumos localizado nas quartelas é bastante depreciativo, pois tem importante correlação funcional. Primeiro, com a própria integridade da estrutura óssea das quartelas. Segundo, há risco em potencial de causar afecção nos boletos, tendões e ligamentos. Terceiro, porque a quartela curta pode afetar negativamente a comodidade da marcha, especialmente se o defeito estiver associado à angulação insuficiente, o que se denomina comumente de quartelas fincadas.

As quartelas exercem um papel essencial no amortecimento dos impactos dos cascos, motivo que justifica a perda de comodidade no caso de quartelas curtas e/ou fincadas. Porém, a correlação maior é no caso da marcha batida apresentando menor grau de dissociação.

De fato, alguns animais de marcha batida diagonalizada são capazes de oferecer uma comodidade, razoável, se as espáduas e quartelas apresentarem uma angulação um pouco abaixo da média. Contudo, é importante ressaltar que a avaliação plena da comodidade é complexa, estando correlata com diversos fatores, tais como o grau de dissociação (principal fator), morfologia, qualidade do adestramento, temperamento de sela.

Uma ressalva – em alguns animais apresentando marcha batida diagonalizada, se a comodidade for melhorada pela maior angulação das quartelas, deve ser avaliado se a inclinação não é excessiva, tenho como referência a sustentação adequada dos boletos, que não podem tocar  solo.

A angulação normal das quartelas de membros anteriores oscila na faixa de 55 graus. Nos cascos posteriores oscila na faixa de 60 graus. A explicação para a diferença é que os cascos anteriores exercem a função principal de apoio, e uma força auxiliar de tração, particularmente se a marcha for M.T.A.D. – Marcha de Triplices Apoios Definidos. Os cascos posteriores exercem a função principal de gerar a força de impulsão, imprescindível para o bom equilibrio, energia e amplitude dos deslocamentos.

Os cascos anteriores estarão corretamente balanceados se a angulação das quartelas estiver na faixa de 55 graus. No entanto, há uma referência: O ângulo de inclinação das quartelas deve ser proporcional ao ângulo de inclinação das espáduas.

Quartela fincada de membro anterior. O comprimento é normal


O defeito oposto ao de quartelas fincadas é o de quartelas derreadas, talvez até mais depreciativo, pois será praticamente impossivel preservar a integridade das estruturas dos boletos, tendões e ligamentos. Dentro de pouco tempo de utilização do animal, mesmo que somente em atividades de esforço baixo a moderado, serão desenvolvidas afecções graves.

O primeiro procedimento é criar fichas de controle do manejo de cascos, nas quais o ângulo de inclinação das espáduas deve ser anotado, como referência para todas as práticas de casqueamento durante a vida utilidade atlética.

Orientações para as correções:

Quartelas curtas – defeito genético, irreversível. Manter cascos balanceados.

Quartelas fincadas – primeiro apoio dos cascos ocorre na região das pinças. O casqueamento corretivo deve ser na região dos talões, de forma moderada. Em alguns será necessário o uso de ferraduras corretivas.

Quartelas muito inclinadas – primeiro apoio dos cascos ocorre na região dos talões. O casqueamento corretivo deve ser na região das pinças. Caso o defeito for grave, caracterizando quartelas derreadas, a correção é praticamente impossivel, sendo recomendado manter os cascos balanceados para não agravar o defeito.

*Lúcio Sérgio de Andrade – Zootecnista, escritor, árbitro de equideos marchadores, Pedidos de livros e DVD’s através da LOJA VIRTUAL DO CAVALO DE MARCHA, hospedada no site www.equicenterpublicacoes.com.br, onde também oferecidos cursos online e equipamento para doma e treinamento de cavalos marchadores.

 

 

 

home |voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Itaporanga-SE
Francisco Garcez (Tito) -
(79) 9977 8000


Carvalhos-Sul de Minas
Prop. Fernando Pizza -
(35) 3345 1552

APRESENTAÇÃO      EDITORIAL      A RAÇA       ORIGEM      GENÉTICA      ANDAMENTO      CONFORMAÇÃO      REGISTRO      HINO
Copyright © 2008. RDA Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.