Home   |   Mapa do Site    |   Contato
Email dos Leitores
Dúvidas
Depoimentos
Dica da Semana
Galeria de Fotos
Alerta ao Comprador
Humor
Denúncias
Cadastre-se
Frase da Semana
Proverbios de Cavalos
Pensamentos
Conformacao
Condicion. Fisico
Marcha
Doma
Treinamento
Equitação
Embocaduras
Manejo de Cascos
Reprodução
Genética
Eventos do Marchador
ABCCMM
NUCLEOS
Haras em Destaque
Marchador Internacional
Links Interessantes
CURSOS ONLINE
PALESTRAS ONLINE
CLINICAS ONLINE
LIVROS EM CD
LIVROS IMPRESSOS
AUDIO-BOOKS
Quiz da Semana
Haras Boa Luz
Como Registrar
Frutas que Curam
Alerta
Preserve a Natureza
A Fotografia
Saude
Controle o Estresse
O Espelho de Gandhi
Calendario Lunar
Datas comemorativas
Previsao do Tempo

Clique para ampliar
Clicar para aumentar foto e ler legenda
Clicar para aumentar foto e ler legenda


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fraude no azeide de oliva

 
CUIDADO COM O AZEITE DE OLIVA QUE VOCÊ CONSOME, ELE PODE SER FALSO. Faça o teste !


A produção de oliva (azeitonas) no mundo não é compatível com a produção de azeite! É bastante inferior!

Alguma coisa está errada.

Cerca de 70% do azeite extra virgem vendido em todo o mundo são diluídos com outros óleos, tornando-os uma grande fraude mundial.

É o que afirma o jornalista americano Tom Mueller, autor do livro “Extra Virginity:
The Sublime and Scandalous World of Olive Oil” (Extra Virgem: O Sublime e Escandaloso Mundo do Azeite, em inglês).

No livro (ainda sem edição brasileira), Mueller mostra como a indústria bilionária mundial do azeite falsifica os produtos.
De acordo com o jornalista, o lucro com a adulteração do azeite dito de oliva, pelos seus números, pode ser comparada ao do tráfico de cocaína.

O azeite que Vc está consumindo pode ser falso!

Conforme o Conselho Internacional da Oliva, que supervisiona o mercado mundial de azeite,
o Brasil foi o país que teve a segunda maior taxa de importação de azeite em 2011, perdendo somente para a Rússia.

Segundo Nelson Sakazaki, diretor técnico da Associação Brasileira dos Importadores e
Comerciantes de Azeite de Oliveira, 20% do azeite vendido no Brasil sofreu algum tipo de adulteração.

E a fraude não se dá somente nos produtos. “Em muitos restaurantes, os proprietários misturam outros óleos
diretamente na lata de azeite extra virgem, e o consumidor, desavisado, não percebe”, disse Sakazaki para a revista Veja.

Como reconhecer um genuíno azeite extra virgem?

É difícil afirmar se a marca de azeite que você está comprando é realmente extra virgem. Porém,
existe uma dica que pode lhe ajudar a dizer se o seu produto é real ou falso.

É o seguinte: o azeite extra virgem solidifica quando está frio.

Para fazer o testebasta colocar um pouco de azeite dentro de um recipiente de vidro,e mantê-lo dentro do refrigerador por um prazo de 48 horas.
Ao abrir a geladeira verifique se o azeite está turvo ou endureceu.
Qualquer óleo que não solidificar na geladeira, não é puro – é simples assim.

O ponto de fusão (transformação de líquido para sólido) do azeite acontece na temperatura de 13 a 14° C, ou seja,com a redução da temperatura o azeite deverá solidificar, e apresentar-se na forma pastosa.
Se o teu continuar líquido, jogue fora e peça teu dinheiro de volta!

Ou não compre mais ali.

home |voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Itaporanga-SE
Francisco Garcez (Tito) -
(79) 9977 8000


Carvalhos-Sul de Minas
Prop. Fernando Pizza -
(35) 3345 1552

APRESENTAÇÃO      EDITORIAL      A RAÇA       ORIGEM      GENÉTICA      ANDAMENTO      CONFORMAÇÃO      REGISTRO      HINO
Copyright © 2008. RDA Tecnologia. Todos os Direitos Reservados.